Green Day: história e biografia

A banda Green Day, composta por Billie Joe Armstrong (vocal e guitarra), Mike Dirnt (baixo e backing vocals) e Tre Cool (bateria) surgiu no ano de 1987, em Rodeo, no estado norte-americano da Califórnia. Os amigos de infância Mike e Billie tiveram a idéia inicial, e aos 15 anos de idade montaram a banda, que na época era intitulada de Sweet Children.
Seu primeiro show no cenário punk rock, no dia 17 de outubro de 1987, foi no bar Rod’s Hickory Pit, onde a mãe de Billie Joe trabalhava na época. Pouco depois, em 1988, o baterista da banda Isocracy -  John Kiffmeyer – entrou para a banda e passou a atuar como baterista e empresário de ambas, arranjando shows, e assim, conquistando um público fiel. Com a entrada de Al Sobrante, como era conhecido o baterista, eles mudaram de nome para o que os tornou conhecidos mundialmente, Green Day*.

Ainda como banda independente, em 1989, os músicos gravaram seu primeiro EP , o 1,000 hours. No tardar daquele mesmo ano, eles assinaram contrato com a gravadora Lookout! Records, e com ela, lançaram o LP 39/smooth, e mais dois EP’s, o Slappy e o Sweet Children, que em 1991 se tornariam o primeiro álbum oficial da banda, o 1039/Smoothed Out Slappy Hours, uma compilação destas músicas.

O dono da gravadora Lookout! Records, Larry Livermore, era também o vocalista de uma banda chamada The Lookouts, na qual Tre Cool fazia parte como baterista. E devido a vontade de Al Sobrante de ir para a faculdade, o mesmo foi substituído por Tre, formando assim, a atual junção do Green Day.

A banda fez diversos shows durante os anos seguintes, inclusive na Europa, com o lançamento do seu segundo álbum oficial, o Kerplunk, em janeiro de 1992. E graças ao sucesso do álbum, com 50 mil cópias vendidas nos Estados Unidos até então, eles assinaram com uma gravadora maior, a Reprise Records.

Após assinar com a Reprise, o Green Day estava prestes a lançar o album que se tornou o seu primeiro grande sucesso mundial. Exatamente em fevereiro de 1994, o Dookie marcou a carreira da banda com diversos hits que são tocados até hoje em suas turnês.  Com o apoio da MTV, o single Longview foi o primeiro a ser lançado, o que fez a banda disparar ao top das rádios, e não sair mais. Dentre todos os hits do álbum, estão Basket Case, When I Come Around, She e Welcome To Paradise.

Foi também em 1994 que a banda participou do famoso festival de Woodstock, o que aumentou incrivelmente a venda do Dookie. E com o lançamento do quarto single do álbum, When I Come Around, em 1995, eles alcançaram a marca de 5 milhões de cópias vendidas somente nos Estados Unidos.

O Dookie também ganhou o prêmio de “Melhor Album Alternativo” em 1995, nas premiações do Grammy, e fez com que a banda fosse nomeada no MTV VMA como “Vídeo do Ano”.

No outono de 1995, o Green Day lançou o album Insomniac, o qual teve uma de suas músicas – J.A.R. – como parte da trilha sonora do filme Angus, de Patrick Read Johnson. A música logo alcançou a primeira posição no ranking de Rock Moderno da Billboard.

Com dois milhões de cópias vendidas em meados de 1996, o Insomniac também teve singles tão populares quanto os do Dookie, como Brain Stew/Jaded e Walking Contradiction. Além disso, os músicos foram nomeados no awards American Music Awards do mesmo ano, como Artista Favorito, Artista Favorito de Hard Rock, e Artista Favorito Alternativo graças ao album.

Na primavera ainda de 1996, eles cancelaram a turnê européia, alegando estarem exaustos. Passaram, então, o restante do ano descansando e compondo o material para o novo album.

O resultado desse período de composição foi oficialmente lançado em outubro de 1997. O album, Nimrod, é até hoje um dos mais aclamados de sua carreira. Ele chegou a vender 80 mil cópias na semana de lançamento, e seu primeiro single, Hitchin’ a Ride, entrou logo para o quinto lugar no ranking de Rock Moderno da Billboard.

Provavelmente o segundo single do Nimrod a ser lançado é até hoje o maior hit da história do Green Day; a música Good Riddance (Time Of Your Life) não alcançou a primeira posição nas paradas, mas rendeu a eles o prêmio de Melhor Vídeo Alternativo no MTV VMA, além de ter sido usada em um episódio da série Seinfeld e em dois episódios da série ER.

Cerca de três anos mais tarde, o lançamento do sexto album oficial da banda, Warning, fez com que perdessem um pouco sua popularidade devido às letras com um contexto mais social e político, apesar dele também ter gerado hits famosos, como Minority e a carro-chefe Warning.

A crítica com o Warning foi bem variada na época, pois enquanto alguns o achavam satisfatório, outros achavam que a banda estava perdendo a relevância. Apesar disso, o album rendeu a eles duas nomeações no California Music Awards em 2001, a de “Album Fenomenal” e “Album Fenomenal de Punk-Rock”.

Já com seis albuns oficiais lançados, a banda reuniu os melhores sucessos num único volume, intitulado de International Super Hits, e logo em seguida lançou uma compilação de músicas que não entraram para os albuns anteriores em um único cd, o Shenanigans, em 2001 e 2002 respectivamente.

A música instrumental do Shenanigans, Espionage, foi tocada no filme Austin Powers – O Agente ‘Bond’ Cama e foi nomeada como ‘Melhor Performance de Rock Instrumental’ no Grammy graças à isso.

O sucessor do Warning foi o aclamado American Idiot, que em 2004 entrou para o topo do ranking da Billboard logo que estreiou, algo que nenhum dos outros albuns anteriores da banda haviam feito. O album ‘ópera-rock’, como ficou conhecido, rendeu ao Green Day o Grammy de “Melhor Album de Rock” em 2005 e, desta forma, conseguiu renovar o sucesso dos californianos.

Enquanto faziam a turnê mundial do American Idiot, a banda gravou então seu primeiro dvd de show na Inglaterra, o Bullet In a Bible, após dois dias de gravação. O show foi considerado ‘O melhor show da Terra’ por uma votação da revista americana Kerrang.

Em 2006, eles ganharam o Grammy de “Recorde do Ano” com a música Boulevard Of Broken Dreams, pois esta permaneceu por 16 semanas consecutivas em primeiro lugar no ranking de Rock Moderno da Billboard. O single também foi campeão de premiação da banda no MTV VMA, tendo lhes rendido os prêmios de “Vídeo do Ano”, “Melhor Vídeo de Grupo”, “Melhor Vídeo de Rock”, “Melhor Direção em Vídeo”, “Melhor Edição em um Vídeo”, “Melhor Cinematografia em Vídeo”, e “Prêmio do Expectador”.

A banda levou quatro anos para lançar um novo material após o enorme sucesso do American Idiot. Durante esse tempo, ainda fizeram um projeto de banda paralela chamada Foxboro Hot Tubs, com a qual saíram em uma pequena turnê nos Estados Unidos.

Depois de tanta espera, o próximo album do Green Day, 21st Century  Breakdown, foi finalmente lançado oficialmente no dia 15 de maio de 2009. Bem recebido por críticos e fãs, o 21st alcançou o primeiro lugar de vendas em alguns países. Para promover este lançamento, a banda passou por diversos países com sua tour mundial, o que incluiu o Brasil, em outubro de 2010, nas cidades de Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Como uma forma de presentear os fãs que fizeram parte da tour do 21st Century Breakdown, o Green Day, logo em seguida, lançou um álbum intitulado de Awesome as fuck, que é ao vivo, inclui cd e DVD, e possui um acervo das melhores gravações em diversas cidades*².

*De acordo Larry Livermore, a mudança do nome foi para evitar confusão com outra banda local, a Sweet Baby.

*² O DVD é todo gravado no Japão, sendo assim, somente o cd possui as performances de outras cidades.

 

 ** Este texto foi escrito pela equipe do Green Day Eulogy. Por favor, utilizem-no apenas com os devidos créditos. **